A Importância da Tecnologia na Saúde Feminina - Femtech


Artigo de Val Sátiro Publicado em 26 de agosto de 2019 no Linkedin


A tecnologia melhorou quase todos os aspectos de nossas vidas, do transporte e educação à ciência e comunicação, mas aparentemente um segmento foi ignorado: a saúde das mulheres, desde a experiência do parto até outros acompanhamentos.

Nasceram assim, empresas que usam a tecnologia para criar produtos “de mulher para a mulher”, criando-se então, o termo “femtech”:

Femtech (ou tecnologia feminina ) é um termo aplicado a uma categoria de software, diagnósticos, produtos e serviços que usam a tecnologia com frequência para se concentrar na saúde das mulheres. Setor em expansão, que inclui soluções de fertilidade, aplicativos de rastreamento de período, gravidez e cuidados de enfermagem, bem-estar sexual feminino e cuidados com a saúde do sistema reprodutivo.

Resultado de imagem para ida tin
Ida Tin
O conceito de categoria de saúde feminina digital é relativamente novo. Femtech foi criada em 2016 por Ida Tin , uma empresária dinamarquesa, que fundou a Clue, um aplicativo de rastreamento de período e fertilidade. Como indústria, a femtech engloba amplamente qualquer ferramenta de saúde digital, ou padrão voltada para a saúde da mulher, incluindo wearables, dispositivos médicos conectados à Internet, aplicativos móveis, produtos de higiene e outros – Fonte Wikipedia

Eu não conhecia o termo, até meados deste ano (2019), quando em pesquisas, me vi dentro do conceito, pelo meu propósito – veja minha entrevista recente:

https://emais.estadao.com.br/blogs/mulheres-positivas/mulheres-positivas-val-satiro/

Empreendimentos como o que estou aí na batalha, têm missões semelhantes: tornar as experiências específicas para as mulheres, tão impressionantes quanto necessárias e possível, pela saúde digital.

O que verifico como um olhar interessante e importante sobre femtech, é a colaboração, que se é necessária para poder compartilhar e escalar nosso trabalho, principalmente pelo engajamento de outras mulheres.

Nós fundadoras de startup´s femtech´s, estamos sempre trabalhando para resolver questões coletivas em vez de individuais, tentamos resolver problemas alguns semelhantes e comuns, outros mais delicados, e com foco em trazer mais qualidade de vida à nós mulheres.

Ter um número crescente de mulheres no espaço da femtech não é algo que vejo como competição; creio que haverão espaços para boas ideias, e acrescento que muitas vezes a “minha possível concorrência”, poderá tornar o meu produto ou serviço, melhor para o o público e mercado feminino, de alguma maneira.

Só neste ano, nosso mercado de Femtech, atraiu cerca de US $ 241 milhões em financiamento de capital de risco. Isso coloca o setor no ritmo para garantir quase US $ 1 bilhão em investimentos até o final do ano, superando em muito o recorde do ano passado (2018) de US $ 650 milhões. Para um contexto mais histórico, as startups no espaço trouxeram apenas US $ 62 milhões em 2012, US $ 225 milhões em 2014 e US $ 231 milhões em 2016, , de acordo com a **PitchBook.

O exemplo acima mostra que investidores, perceberam que há uma enorme demanda reprimida no mercado por produtos mais saudáveis para as mulheres, que podem ser produtos ou serviços, não apenas mercadológicos, e também com impacto social, que é a minha proposta.

Obviamente estou atenta as questões de LGPD, Telemedicina, Teleorientação/ Omnichannel, Design Thinking, Experiências/ Jornadas/ Relacionamentos/ Inovações na Gestão da Saúde, tanto no no online como no offline...

Assim, deixo aqui, em aberto diálogo, onde busco potenciais investidores entre players, parcerias com designers e empresas / profissionais de tecnologias, que busquem ou tenham grande interesse em solucionar dores nos Cuidados da Saúde Feminina.

*(PitchBook Data, Inc. é uma empresa de SaaS que fornece dados, pesquisa e tecnologia que cobrem os mercados de capital privado, incluindo transações de capital de risco, private equity e M & A, com sede em Seattle, Washington).

Publicado por

Comentários

Veja mais

Contatos e canais de contratação nos Hospitais

MANUAL DE INDICADORES DE HOTELARIA HOSPITALAR e CADERNO DE PROCESSOS E PRÁTICAS DE HOTELARIA HOSPITALAR

Vagas disponíveis para trabalhar no Hospital Erastinho - Curitiba