Para ampliar a segurança dos pacientes a bipagem no beira-leito é fundamental


Para ampliar a segurança dos pacientes a bipagem no beira-leito é fundamental e neste papel, a Farmácia entra como uma grande aliada da cadeia assistencial.

O código de barras no beira leito gera padronização dos processos, eficiência e segurança, elevando a margem de acertos nos registros de checagem, e consequentemente na assertividade das informações em contas médicas. 

Cada paciente conta com uma pulseira com um código de barras que, ao ser bipado, traz informações como dados cadastrais, itens checados, não checados, medição de sinais vitais, evoluções do paciente, entre outros.

Afim de otimizar cada vez mais os processos existentes, implantamos na Farmácia as dispensações a cada 2 horas no qual trazem uma melhoria na comunicação com a equipe assistencial e é primordial para implantação do beira leito. 

A entrega de medicamentos em "porções menores" mitigam possíveis erros eliminando estoques adjacentes. Os medicamentos são rastreáveis desde a saída da Farmácia até a administração do medicamento. Informações de quem recebeu o medicamento, horário de entrega/administração e quem administrou são fornecidas pelo sistema.

Aplicando a metodologia Lean para enxugar o processo e dar mais performance, reduzimos consideravelmente erros de medicação em um fluxo otimizado, sendo visível à gestão, administrador do medicamento e paciente trazendo o ganho da segurança que a atividade entrega.

Como todo processo, contamos com o serviço de melhoria contínua para garantir a sustentabilidade e perenidade do fluxo.

Autora


publicação original

Comentários

Veja mais

Contatos e canais de contratação nos Hospitais

MANUAL DE INDICADORES DE HOTELARIA HOSPITALAR e CADERNO DE PROCESSOS E PRÁTICAS DE HOTELARIA HOSPITALAR

O que é Protocolo de Manchester?